Ads 468x60px

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Novo presídio soluciona superlotação na região Sudoeste

Um novo presídio semiaberto foi a solução para sistema prisional do Sudoeste e para afastar o risco de rebeliões - como a ocorrida na delegacia de Pato Branco, no fim da última semana – alcançada em reunião entre deputado estadual Guto Silva (PSD), o prefeito, Augustinho Zucchi (PDT) e a cúpula da Segurança Pública do Estado, nesta segunda-feira (28).


De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública, Wagner Mesquita, a nova unidade pode estar pronta em oito meses, a partir da definição do local, e irá desafogar o sistema prisional da região com perto de 300 novas vagas. “Isso acaba sobretudo com o risco de haver preso já condenado, que deveria estar em presídio, mas está superlotando a cadeia da delegacia”, ressaltou Guto Silva.O parlamentar adiantou ainda que a nova unidade deve ser construída em parceria com a iniciativa privada e que já haveria projetos e empresas interessadas. Além do secretário de Estado da Segurança Pública, participaram da reunião o comandante da Polícia Militar do Paraná, Coronel Maurício Tortato; o chefe da 5ª Subdivisão Policial (SDP), delegado Getúlio de Morais Vargas e o comandante da Academia Militar do Guatupê – local em que foi realizado o encontro – tenente-coronel Mauro Celso Monteiro, além de especialistas em Segurança Pública e situações de crise.

Menores – Em outra frente, Guto e Zucchi conversaram com o secretário de Estado da Justiça, Artagão Júnior sobre o andamento do projeto do novo Centro de Socioeducação (Cense), dedicado aos menores infratores. A unidade terá a maior capacidade entre os projetos da Secretaria de Estado da Justiça (Seju), com 98 vagas.

“Essa unidade terá o mesmo custo que uma unidade de menor porte, soluciona o problema do menor e ainda gera empregos”, comentou o prefeito ao destacar o investimento de R$ 20 milhões, pelo Governo do Estado, no município.

De acordo com o secretário da Justiça, cada unidade deve gerar 150 empregos diretos e 250 empregos indiretos, com salários em média de R$ 5 mil. “Estamos pensando em todo sistema penitenciário. A questão do menor também deve ser incluída”, completou Guto. (assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário

 
© VEJA PATO BRANCO - O Site Da Nossa Terra - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Rede Tech Informática.

Exibir mapa ampliado