Ads 468x60px

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Escola Municipal Santos Dumont realiza projetos de integração entre os alunos

Foi-se o tempo em que as escolas e os professores se preocupavam apenas com o conteúdo regular das disciplinas. Atualmente, abordagens que colocam o aluno como protagonista das atividades, aliando teoria e prática, integram e desenvolvem novos saberes, formando cidadãos mais conscientes de seu papel na comunidade. Na Rede Municipal de Educação de Pato Branco é assim. Exemplo disso é a Escola Municipal Santos Dumont, no bairro Novo Horizonte, onde estudam 240 alunos, do pré ao 5º ano. Destes, cerca de 150 participam de projetos como a horta da escola, paisagismo, artesanato, coral, música e informática.


Além disso, no local ainda há uma biblioteca com mais de 1.200 livros em um espaço colorido e confortável, onde os alunos desenvolvem atividades, pelo menos duas vezes por semana, junto com os professores. “Queremos que os alunos respeitem os livros e vejam o quanto podem aprender e se divertir com as histórias, por isso trazemos eles aqui constantemente, para criar esse vínculo que queremos que permaneça durante toda a vida deles”, afirma a diretora da Escola Santos Dumont, Clair Preissler.

Outro diferencial da escola são salas de aula específicas para as disciplinas de Artes, Ciências e Geografia, fazendo com que os alunos não permaneçam fixos em um só ambiente, mas saiam da sala e caminhem pelos corredores da escola até a próxima aula. “Eles olham as flores dos jardins, o céu, conversam entre eles, se movimentam e isso faz com que eles renovem as energias, participando das atividades com mais entusiasmo”, analisa a diretora.

A professora de Artes e Ciências, Alessandra Tochetto, avalia positivamente essa metodologia. “O que percebemos é que eles ficam mais felizes e se dedicam mais às atividades. Ter a sala específica para determinado conteúdo também oportuniza que ela seja melhor organizada, com todos os materiais necessários já disponíveis no local”, explica Alessandra.

Na escola também é realizado o projeto de horta e paisagismo, duas atividades que os alunos desenvolvem com bastante dedicação, como explica Gilberto Oliveira de Souza, 10 anos e aluno do 5º ano. “Eu acho bonito acompanhar as plantas crescendo e parece que nossa comida tem um sabor melhor sabendo que fomos nós que plantamos e cuidamos. Outra coisa que acho legal é podermos compartilhar o que aprendemos, pois o professor pede que aqueles que já sabem o que fazer, auxiliem os alunos que estão começando, isso faz com que a gente ajude um ao outro”, conta.   

Para Maria Clara Pereira Bach, 8 anos e aluna do 3º ano, o projeto também contribui para embelezar a escola. “É muito gostoso vir para a escola e saber que as flores fomos nós que plantamos, que todos os alunos podem vê-las e que o ambiente fica mais bonito e colorido. Eu gosto muito de participar dessa atividade e de aprender a plantar, adubar, regar e depois colher as verduras que todos comem no lanche”, diz.

A diretora afirma que os projetos impactaram diretamente no comportamento dos alunos e no modo como a escola é percebida na comunidade. “No nosso dia a dia, percebo que as crianças respeitam os colegas, não praticam mais brincadeiras maldosas, pelo contrário, são solícitas e companheiras. A comunidade nos ajuda, tanto no zelo pelo espaço, quanto participando das promoções e festas que organizamos”, frisa Clair.

De acordo com ela, tudo isso só foi possível graças ao empenho de toda a equipe, que se compromete diariamente com o ensino dos alunos. “Nossos colaboradores são fantásticos, desde os professores em sala de aula, trabalhando conteúdos com muita dedicação, até as equipes de limpeza e da merenda, que explicam como utilizar os ambientes com respeito, mantendo tudo limpo  e organizado”, ressalta a diretora.

A secretária municipal de Educação e Cultura, Heloí Aparecida De Carli, avalia positivamente o engajamento da comunidade interna e externa à escola. “Esse envolvimento contribui para que haja um clima de alegria e otimismo, que contagia as crianças e facilita a aprendizagem”, completa.  

Texto e foto: Assessoria

0 comentários:

Postar um comentário

 
© VEJA PATO BRANCO - O Site Da Nossa Terra - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Rede Tech Informática.

Exibir mapa ampliado