Ads 468x60px

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Oficina de compostagem estimula cultivo e sustentabilidade na Rede Municipal de Educação

O Município de Pato Branco, por meio da Secretaria de Educação e Cultura, em parceria com o Colégio Sesi, realizou nos dias 23 e 25, oficinas sobre compostagem para os alunos do Tempo Integral da Escola Municipal Rocha Pombo e da Escola Municipal Jardim Primavera. Na ocasião, alunos do 3º módulo do curso técnico em Meio Ambiente do Colégio Sesi, explicaram o passo a passo de como fazer a compostagem e repassaram informações sobre a preservação do meio ambiente.


Para a secretária de Educação e Cultura, Heloí Aparecida De Carli, o Tempo Integral é uma oportunidade dos alunos da Rede Municipal desenvolverem novas aptidões. “Aliando os conteúdos das aulas regulares aos das oficinas do Tempo Integral, nossos alunos estão se desenvolvendo mais plenamente, pois envolvemos teoria e prática, em uma pedagogia que valoriza o lúdico e a participação ativa da criança”, pontuou Heloí.

Na Escola Municipal do Jardim Primavera, já acontece a oficina de Horta, que é desenvolvida juntamente com acadêmicos de Agronomia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Câmpus Pato Branco. No momento, quem acompanha as atividades é o acadêmico do 8º período, Yan Behm. “Repassamos ensinamentos sobre preparação do solo e cultivo, em que os alunos são bastante participativos, têm curiosidade e estão sempre dispostos. Para nós é importante, pois além de agregar ao conhecimento que aprendemos na universidade, ainda podemos retornar essas informações para a comunidade”, disse Yan.

A coordenadora das atividades do Tempo Integral na Escola Municipal Jardim Primavera, Elaine Andolhe, avaliou as parcerias como fundamentais para o processo de ensino. “Os nossos alunos saem da sala de aula e vivenciam a natureza, colocam a mão na terra, preparam o solo, plantam, cuidam, colhem e se alimentam de algo que eles ajudaram a produzir. Eles aprendem os processos e os transmitem em casa, aos familiares, reforçando o aprendizado. Acrescenta-se a isso a troca de experiências que acontece entre os envolvidos, tudo isso vem a somar”, afirmou Elaine. 

A professora de Estratégia e Educação Ambiental do Sesi, Bruna Tartas, avaliou que a oferta da oficina aos alunos tem o objetivo de mostrar, na prática, como funciona a educação ambiental. “Além de despertar o interesse das crianças pelo assunto, é uma ótima maneira de nossos alunos transmitirem os conhecimentos, aplicando, didaticamente, os conteúdos que eles receberam”, contou Bruna.

Jefete Omar Carneiro Junior, 10 anos, aluno do 5º ano da Escola Municipal Jardim Primavera, explicou o processo de compostagem que aprendeu na oficina. “Ela é feita com resíduos orgânicos, como restos de alimentos, frutas, cascas, junto com terra e folhas, fazendo camadas intercaladas. O processo todo dura cerca de 60 dias e acontece naturalmente com a presença de fungos e bactérias”, relatou, entusiasmadamente. 

Para Gabriely Siqueira, 11 anos, aluna do 5º ano da Escola Municipal Jardim Primavera, a oficina serviu para aumentar os conhecimentos. “Eu acho muito interessante aprender sobre plantas e adoro participar das atividades da horta, já ajudei a plantar cebolinha e rabanete, gosto muito dessa parte prática, de vir e mexer na terra”, disse Gabriely.

Tempo integral
Atualmente, há cerca de 1.800 alunos participando das 21 oficinas ofertadas pelo Município por meio dos projetos de Tempo Integral, que contemplam o aprendizado aliado a diversos aspectos importantes, como o fomento às Políticas Públicas que oportunizam a cidadania, inclusão e proteção às crianças.

Texto e foto: Assessoria

0 comentários:

Postar um comentário

 
© VEJA PATO BRANCO - O Site Da Nossa Terra - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Rede Tech Informática.

Exibir mapa ampliado