Ads 468x60px

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Pato Branco recebe projeto que estimula leitura e produção literária de mulheres

Pato Branco receberá nesta quarta-feira, dia 22, o primeiro encontro do projeto #LeiaMulheres, que percorre diversas regiões do Brasil mostrando a relação da literatura com experiências femininas de resistência social, igualdade de gênero e, ainda, de intervenção política.
A proposta convida os participantes a refletirem sobre o trabalho das mulheres, especialmente no mundo literário.  A obra debatida será o livro de ficção “Quarenta Dias”, da escritora paulista Maria Valéria Rezende, ganhadora do Prêmio Jabuti de 2009 e 2015. A participação é gratuita. O encontro será às 17h, na Biblioteca Municipal Helena Braun.


No Brasil, mais de 30 cidades já têm reuniões mensais de clubes de leitura do projeto #LeiaMulheres, em que o público pode trocar impressões sobre a leitura proposta e sua conexão com relações de gênero e experiências cotidianas. As sugestões de obras são escolhidas ao final de cada reunião, pelos participantes.

“O encontro incentivará a leitura de livros escritos por mulheres, obras premiadas. Por isso, é importante a participação da população, pois a reflexão proposta oportunizará um contato mais consciente com a produção literária feminina. Normalmente, quando escolhemos livros, são de escritores homens. Talvez nem percebamos, mas o fazemos”, pondera a diretora do Departamento Municipal de Cultura, Eliane Gauze.

Os encontros em Pato Branco serão mediados por Carla Soares, escritora, e também por Josiane Wedig, professora do Departamento de Humanidades da UTFPR. "Nossa ideia é ler os mais diferentes tipos de obras: tem espaço para ficção e poesia, mas também ensaios, textos filosóficos, políticos, de divulgação científica. Muitas dessas obras não têm o destaque merecido, apenas porque foram escritas por mulheres e julga-se que não falam uma voz universal. Ler e falar sobre elas é um passo importante para ampliar e reconhecer essas vozes", comenta Carla.

O projeto #LeiaMulheres nasceu em 2014, com a escritora e ilustradora norte-americana Joanna Walsh. No Brasil, os encontros são uma atividade extensionista da UTFPR, mas são abertos ao público interessado em discussões sobre gênero. Em Pato Branco, a iniciativa acontece através da parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

Texto e foto: Assessoria

0 comentários:

Postar um comentário

 
© VEJA PATO BRANCO - O Site Da Nossa Terra - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Rede Tech Informática.

Exibir mapa ampliado